Categorias
Notícias da construção

Cerâmica Kato Investe em logística

Visando oferecer as melhores práticas em administração e logística, os métodos usados pela Cerâmica Kato podem abranger diversos setores da empresa. Podemos destacar:

  • Lista Crítica;
  • Controle de Estoque;
  • Release;
  • Acompanhamento de carga e descarga;
  • Embalagens;
  • Mudança de mix;
  • P&A

 

Lista Crítica 12 x 24 horas

Análise diária da lista crítica, informando logo na primeira hora o status atualizado de todos os itens mais importantes. Na prática, é feito um acompanhamento na lista 24 horas, evitando assim itens em 12 horas do dia seguinte.

Com esse procedimento, desde que não haja problemas de produção, ficam eliminados os custos com veículos extras.

Estoque

Contagem diária de 100% de todos os itens do fornecedor, com informação por email ou WhatsApp.

Essa ação possibilita ao fornecedor direcionar sua produção para os itens mais preocupantes e problemáticos.

Release

Análise mensal do Release. Em caso de divergência entre estoque e programa, é feito uma análise em conjunto com o disponente, fazendo os ajustes necessários.

Essa rotina evita atrasos desnecessários bem como surpresas de última hora.

Acompanhamento de carga e descarga

Independente da forma de transporte utilizado (kamBan, Jit) fazemos um acompanhamento do recebimento das cargas, informando e orientando quanto aos prossíveis problemas no transporte.

Com isso evitamos os débitos e deméritos por transportes incorretos.

Embalagens

Também é nossa preocupação as condições gerais dos dispositivos / embalagens de nossos clientes. Relatamos os problemas verificados e orientamos quanto à sua solução. Essa ação ajuda numa eventual auditoria VDA, evitando deméritos e débitos por embalagens fora do padrão.

Mudança de mix

Essa situação é imprevisível, pois as mudanças do mix de produção só ocorrem por fatores alheios à vontade dos programadores. Porém, como estamos na planta todos os dias (inclusive quando não há produção), é possível saber com alguma antecedência a possibilidade dela acontecer.

Nesse caso temos as condições (muitas vezes) de informar o fornecedor e orientar quanto ao material que deverá ser entregue. Desnecessário dizer o quanto se evita de “stress” com informações antecipadas de mudanças de mix.

P & A

No primeiro dia útil do mês já recebemos o programa P&A, o que permite ao fornecedor um planejamento das peças fora de uso e/ou com problemas de produção.

Débitos

Esse é talvez o maior problema para os fornecedores das montadoras de uma forma geral, pois só tomarão conhecimento de sua ocorrência após um, dois ou mais meses.

Nesse quesito (especialmente), acompanhamos diariamente o relatório de produção, onde são lançadas as informações que gerarão os futuros débitos por perda de produção.

Os lançamentos são analisados e caso sejam improcedentes solicitamos sua regularização antes mesmo de sua geração. Caso procedam, a informação será passada ao fornecedor com o máximo de detalhes possível.

Como temos todas as informações referentes às peças na planta, geralmente temos como apresentar evidências para retificação ou ratificação do lançamento. Assim evitamos débitos indevidos ou podemos alocar corretamente os devidos.